terça-feira, 19 de junho de 2018

A Europa será aberta ou não será


(Alberto Saiz/AP)

Depois da vergonha que foi a Itália recusar receber o Aquarius, navio com mais de seiscentos migrantes, agora Salvini, ministro do Interior, vem propor um "censo" da comunidade cigana no país. Só falta exigir que usem um sinal do tipo estrela amarela... O líder de um partido que queria a separação do norte italiano do resto do país quer agora que Itália se separe da Europa e do Mundo. 
     E o pior é que não está sozinho. Já se fala de um eixo Itália-Hungria-Polónia-Áustria-ministério do Interior da Alemanha. É um daqueles momentos em que não se pode ficar calado. A Europa será aberta, solidária, justa ou não será. No Expresso, Vítor Matos aconselha, a propósito, O Mundo de Ontem de Stefan Zweig. Eu acrescentaria toda obra de Joseph Roth, começando talvez por aqui:





segunda-feira, 18 de junho de 2018

Sublinhado Agustina

"Restava-lhe o moralismo, que é a inclinação aristocrática da plebe." 


(As pessoas felizes, Agustina Bessa-Luís)